Tendências criativas do Adobe Stock para 2021: aumento da resiliência

by Adobe

Posted on 01-12-2021

Crédito da imagem: Adobe Stock/Wizemark/Stocksy United

Autora: Brenda Milis

Os últimos doze meses testaram todos nós. Para os profissionais criativos, as mudanças trazidas pela pandemia da COVID-19 tiveram um impacto drástico no modo de trabalhar e apresentar novas ideias e visões estéticas. Tendo que ficar em casa, enfrentando a perda de trabalho e a vida social reduzida, muitos de nós lutamos para encontrar tendências únicas e empolgação visual. Os dias rapidamente se tornam homogêneos, e é difícil encontrar inspiração.

As marcas reagiram às restrições internacionais em torno das atividades com mensagens extremamente cautelosas e restritas. Ninguém quer parecer que está capitalizando uma tragédia, mas ficar em silêncio também nem sempre é uma opção. Das maiores marcas aos menores estúdios, os temas que vimos repetidos na mídia giravam em torno de conexão, conforto e bem-estar: como nos conectar e permanecer conectados enquanto fisicamente separados? Como nos apoiar? E como manter nosso bem-estar físico e mental em face de dificuldades anormais?

Encontramos esses temas fundamentais repetidamente na cultura visual e em editoriais, pesquisas e dados do cliente, e eles estão profundamente entrelaçados em nossas tendências criativas de 2021.

Todos os anos, combinamos inúmeras fontes, sinais do consumidor e a profunda experiência da equipe de criação do Adobe Stock para divulgar nossa previsão de tendência anual. No ano passado, expandimos nossa previsão de fotografia, ilustração e vetores para incluir animações, design gráfico, renderizações 3D e experiências imersivas. Este ano, estamos expandindo nosso escopo novamente, apresentando nossa primeira linha de tendências de áudio.

Em todos os meios criativos, as tendências para 2021 parecem especialmente significativas, refletindo uma gama de reações às dificuldades do ano passado e o espírito esperançoso e regenerador com que os profissionais criativos enfrentam o ano que se inicia.

Tendências visuais para 2021

Fonte da imagem: esquerda: Adobe Stock/Hero Images direita: Adobe Stock/Colin Anderson/Stocksy United

Coletivo solidário

Em um momento de tumulto e mudança, o desejo de manter os valores fundamentais que compartilhamos só se torna mais urgente. Essa tendência realmente mostra a intensidade do que muitos de nós estamos sentindo e como estamos vivendo hoje. Nenhuma tendência surge do nada; com as mudanças em nossa cultura, mudaram os interesses dos consumidores e espectadores.

Nos últimos anos, o impulso coletivo para se associar a marcas que compartilham e demonstram nossos valores continuou a ganhar força; o Coletivo solidário é uma tendência visual que expressa esse anseio, junto com o desejo de conectar-se com resistência e empatia. As pessoas estão se perguntando: como podemos nos unir e apoiar uns aos outros, física e mentalmente, por meio do empreendedorismo e da cooperação? Agências e marcas estão respondendo com campanhas que adotam uma abordagem democratizada ao imaginário, centrando uma gama diversificada de expressões individuais. A #ItStartsOnTikTok do TikTok e a marcha digital #MarchForSisterhood da Girls Who Code são exemplos de destaque.

A crescente valorização da ação coletiva e o poder do ativismo direto e da ajuda mútua ganharam nova dimensão e urgência durante 2020, quando muitos incidentes de grandes repercussões envolvendo brutalidade policial resultaram em protestos intensos, com o Black Lives Matter e o movimento de justiça racial mais amplo chegando às manchetes, e a pandemia de coronavírus abalou nossa confiança nos sistemas em que confiamos. Diante da injustiça, do medo e da insegurança econômica generalizada, muitos responderam entrando em contato com seus vizinhos, envolvendo-se diretamente em suas comunidades e procurando maneiras de criar mudanças positivas diretamente.

Os efeitos desses movimentos e emoções estão agora se propagando por nossa cultura, tornando-a uma fonte potente e sincera de inspiração visual que esperamos que cresça.

Crédito: imagem à esquerda: Adobe Stock/ Lauren Lee/Stocksy imagem à direita: Adobe Stock/ Luke & Morgan Choice/AvantForm

A cor como fator impulsionador de ânimoVocê deve ter notado esta tendência surgindo ao seu redor ultimamente: em revistas, outdoors, vitrines, sapatos e roupas, no mundo digital e analógico: sejam eles brilhantes ou saturados, os espectros de cores estão por toda parte.

O poder da cor não é nenhuma novidade, mas é exatamente o que precisamos agora. Cores brilhantes e mais saturadas têm o feliz efeito psicológico de nos fazer sentir mais despertos e vivos, elevando nosso humor quando estamos para baixo e nos dando uma injeção da tão necessária energia. Espectros espirituosos adicionam uma dose de otimismo, enquanto as paletas primárias parecem acessíveis e amigáveis.

Além de adicionar um espírito vibrante aos nossos dias monocromáticos, a tendência visual de cor como fator impulsionador de ânimo (Mood-Boosting Color) expressa um sentimento de alegria e poder que é forte e desafiador, ao mesmo tempo que mantém uma sensação de diversão.

Há muito tempo, o arco-íris é associado ao orgulho LGBTQ+, à diversidade e à autoexpressão. Agora, as associações em torno do arco-íris estão se expandindo, englobando alegria como resistência e poder pessoal. Em um momento em que a pandemia está afetando desproporcionalmente a população negra e parda nos EUA e negros e aliados tomaram as ruas em massa para protestar por justiça racial, jornalistaselíderesde pensamento negros falaram sobre o poder e a relevância da Felicidade Negra. Imagens que celebram a Felicidade Negra continuam a se expandir em campanhas de marca, como a campanha #BlackJoyMatters da comunidade de compartilhamento de fotos VSCO, embora o termo tenha sido disseminado organicamente pelas redes sociais.

A cor sempre comunicará alegria e, por sua simplicidade, pode agradar a qualquer pessoa de qualquer idade. Principalmente em tempos difíceis, as pessoas precisam rir, encontrar alívio e levantar o ânimo. Essa tendência oferece tudo isso, com uma mensagem profundamente pessoal e positiva e, às vezes, política.

Crédito: Adobe Stock/NDABCREATIVITY

Zona de conforto

Desde pelo menos 2018, temos observado uma mudança na forma como as pessoas usam sua casa como um centro: um centro para a vida familiar, sim, mas também para trabalho, hobbies, aprendizado e diversão. Para a geração do milênio em particular, a casa deixou de ser um lugar onde dormimos à noite e passou a ser o centro de nossas vidas familiar e social. Com as restrições de segurança e saúde pública trazidas pela pandemia, 2020 resultou em um grande aumento disso e essa tendência envolveu a todos nós. Em 2021, veremos muito mais dessa tendência visual em todos os tipos de campanha e recursos visuais criativos; chamamos isso de Zona de conforto.

A geração do milênio já estava permanecendo e se divertindo mais em casa do que as gerações anteriores. A combinação de salários estagnados e tecnologia aprimorada com facilidade de acesso cada vez maior nos permite economizar dinheiro e fazer mais do que nunca em casa: transmitir filmes e programas de TV; acessar músicas e jogos; além de encontrar e encomendar quase tudo o que quisermos da Internet e de aplicativos de entrega, 24 horas por dia, 7 dias por semana. As plataformas de redes sociais responderam ao foco dos usuários no autocuidado e no conforto: veja os Guias do Instagram que apoiam o bem estar e o aumento de atividades no Pinterest em torno de positividade, saúde mental e vida doméstica.

Com o trabalho e o aprendizado remotos se tornando o padrão, a vida doméstica em 360 graus veio para ficar. Embora isso signifique mais liberdade de deslocamento para muitos, também traz o cansaço em frente à tela; por outro lado, as atividades caseiras de cozinhar, assar, cuidar do jardim e outras que você mesmo tem que fazer estão sendo redescobertas e comemoradas em uma escala cada vez maior como uma saída criativa e uma pausa na tecnologia.

Crédito: imagem à esquerda: Adobe Stock/Orlando Florin Rosuimagem à direita: Adobe Stock/Hero Images

Respirando ar fresco

Confinados em casa por tanto tempo desde 2020, sonhamos com uma liberdade idílica encontrada ao ar livre. Mesmo uma pandemia não pode anular o desejo moderno por viagens, mas mudou a forma como o abordávamos: mais pessoas mudaram seus planos para ficar mais perto de casa, explorando seus parques locais, passando o tempo em seus quintais (caso tenham a sorte de tê los) e, no geral, cultivando um relacionamento mais próximo com a natureza. Durante a quarentena, nossa necessidade de imersão na natureza e ao ar livre para ajudar a criar equilíbrio em nossas vidas se tornou uma alta prioridade e as marcas responderam, levando à nossa quarta tendência visual, Breath of Fresh Air (respirando ao ar livre).

Não importa onde seja o seu lar: no campo, no subúrbio ou em um centro urbano; o movimento em direção à natureza traz uma onda imediata de alívio da sobrecarga de tela e tecnologia. Junto com essas sensações, veio uma evolução coletiva em nossa compreensão e resposta às mudanças climáticas, ao meio ambiente e à sustentabilidade.

Celebrar os poderes regenerativos da natureza e da vida ao ar livre, às vezes, pode significar se deleitar com a novidade de simplesmente sair de casa. Para agências e marcas, isso significa recursos visuais em todos os tons de verde, paletas frescas inspiradas na natureza e imagens de pessoas de todos os grupos demográficos e origens, individualmente ou em grupos, interagindo e se divertindo ao ar livre. Grandes marcas de condicionamento físico e iniciação básica, como Athleta, Gap e Old Navy, agora estão enfatizando os treinos ao ar livre, oferecendo novos itens essenciais, como máscaras faciais.

Outra faceta dessa tendência tem sido um respeito renovado pelos cuidados com as plantas de interiores e a jardinagem ao ar livre. A população urbana tem impulsionado uma forte demanda por vegetação, transformando plantas com folhas finas e grossas em acessórios de decoração essenciais. Isso também reflete o desejo de se conectar com a natureza e de sentir a satisfação de trabalhar com as mãos e ajudar algo a crescer.

Fique ligado em nossas tendências de design, vídeo e áudio para 2021, todas lançadas esta semana. Aqui está uma amostra rápida do que está por vir.

Tendências de design para 2021

Romantismo austero

Os sonhos pastorais encontram uma teatralidade contida no Romantismo austero. Em parte uma resposta à pandemia (semelhante à tendência visual Breath of Fresh Air), esses designs oferecem uma visão vitoriana da beleza da natureza com um toque moderno e minimalista.

Fonte da imagem: Adobe Stock/ More Profesh

Vaporwave vintage

Uma carta de amor visual para a Internet dos anos 90, a Vaporwave vintage mistura pop art e recursos gráficos de adesivos delineados, pastéis brilhantes combinados com tons neutros e elementos de design lo fi. Xadrez e grades, ladrilhos aleatórios de elementos padrão e desenhos provocadores mantêm esses designs repletos de movimento.

Fonte da imagem: Adobe Stock/ swillklitch

De volta à Bauhaus

O design da Bauhaus traz inspiração para um retorno atualizado à forma e ao artesanato, com layouts e gráficos equilibrados que criam mensagens diretas e poderosas. Esta tendência inclui um retorno aos fundamentos com formas geométricas limpas, elementos fortes, mas harmoniosos e cores primárias vibrantes.

Fonte da imagem: Adobe Stock/ blackcatstudio

Busca alucinada

Com raízes de design na psicodélica década de 1970 e no movimento Art Nouveau, a tendência de design de Psych Out (Busca alucinada) é moderna, escapista e ousada. Formatos expansivos, formas e fontes curvilíneas e ilustrações oníricas são atualizados com gradientes iridescentes e paletas de cores inesperadamente terrosas.

Fonte da imagem: Adobe Stock/ Pierell

Tendências de vídeo para 2021

Portátil

Enquanto a COVID-19 desafiava o mundo e gerava cortes de orçamento e cancelamentos de filmagens, muitas marcas responderam adotando uma tendência de vídeo que está em ascensão há algum tempo: o verdadeiro conteúdo gerado pelo usuário (UGC, pela sigla em inglês) e a aparência DIY do conteúdo criado no momento. As gravações portáteis e a estética UGC têm sido dominantes em todos os setores e veremos isso em todos os lugares em 2021.

Fonte da imagem: Adobe Stock/Jacob Lund

Substituição de mídia

A substituição de mídia (capacidade de adicionar imagens e vídeos intercambiáveis às animações) reduziu drasticamente a barreira de entrada à criação de animações complexas. Editores de vídeo, criadores de redes sociais e trabalhadores do conhecimento agora estão criando vídeos com qualidade profissional, inserindo fotos e vídeos em modelos de movimento para aumentar o valor da produção e a comunicação, além de dar vida aos vídeos.

Fonte da imagem: Adobe Stock/JacGeorge Media

Transições transformadoras

Para se comunicar com mais eficácia e chamar a atenção, os criadores estão incorporando transições perfeitas e elementos gráficos aos vídeos para dar vida às suas histórias. As transições coloridas atraem a atenção de forma eficaz de uma cena para a outra ou revelam títulos e logotipos em um comercial. Embora o uso de transições e sobreposições animadas não seja novo, as novas encarnações e a popularidade dessas técnicas são notáveis.

Fonte da imagem: Adobe Stock/Wavebreak Media

Gradiente

Gradientes saltaram das páginas dos designers gráficos para as telas dos editores de vídeo. A mesclagem de cores vibrantes pode chamar a atenção e ao mesmo tempo oferecer uma presença calmante em tempos turbulentos. Gradientes multicoloridos e suaves estão ganhando popularidade nas principais campanhas de marcas, design de identidade e muito mais.

Fonte da imagem: Adobe Stock/alexey_boldin/Pond5

Tendências de áudio para 2021

Este ano marca a primeira vez que o Adobe Stock incluirá tendências de áudio como parte de nossa previsão anual de tendências criativas e não poderíamos estar mais animados. Nossa equipe de criação, junto com nossos parceiros Epidemic Sound, começou a trabalhar revisando os clipes de áudio, artistas e gêneros mais solicitados, mais pesquisados e mais vendidos para trazer a você as tendências que todos ouviremos ao longo de 2021.

Ritmos globais

Hoje, os ouvintes esperam diversidade e inclusão nos elementos visuais e na música de seus vídeos também. Em resposta, os editores e produtores de vídeo estão buscando ativamente faixas de áudio para ajudar a criar uma sensação global e moderna para o conteúdo de sua marca.

Fonte da imagem: Adobe Stock/OverheadProductions/Pond5

Podcasts

Com centenas de milhares de podcasts disponíveis e milhões de pessoas ouvindo somente nos EUA, o podcasting definitivamente se tornou popular. Editores de vídeo, produtores e anunciantes estão todos em busca de música para criar histórias e anúncios de podcasts.

Fonte da imagem: Adobe Stock/Overheadproductions

Espectro eletrônico

As produções eletrônicas são limpas e contemporâneas, com uma grande variedade de subgêneros para atender a qualquer necessidade. Ouvimos sons eletrônicos em todos os lugares, com um crescimento explosivo em vídeos online e redes sociais e um aumento na popularidade em torno de subgêneros, incluindo Future Bass, Electrofunk e Synthwave.

Fonte da imagem: Adobe Stock/gonin

Topics: Digital Transformation, Campaign Management,

Products: