Romantismo austero, uma tendência de design de 2021 feita de sonhos cottagecore

by Adobe

Posted on 02-09-2021

Créditos da imagem: esquerda: Adobe Stock/Mariia, direita: Adobe Stock/Mariia

Autora: Irene Malatesta

Cozinhar na pandemia. Costurar, bordar, fazer crochê. Tingir roupas, enfeitar arranjos de flores, cuidar de plantas em casa. Você percebeu uma tendência ao manual, ao natural, e uma visão especialmente sofisticada de trabalhos artesanais antigos nas suas redes sociais ultimamente?

Não é só você.

Muitas das tendências criativas do Adobe Stock, incluindo as quatro tendências de design de 2021, revelam a influência da pandemia do coronavírus. O Romantismo austero, uma das nossas tendências mais elegantes deste ano, expressa essa influência em um estilo visual profundamente nostálgico e reconfortante, com um toque de elegância e modernidade.

Fonte da imagem – Esquerda: Adobe Stock/More Profesh. Direita: Adobe Stock/Good Studio.

O sucesso do cottagecore

O cottagecore, uma estética e hashtag que passou de algo super de nicho para algo extremamente popular somente no ano passado, está fazendo sucesso graças, em grande parte, à combinação de fatores que passaram a manter muitos de nós isolados e presos em casa.

Em nossa vida cada vez mais digital, muitos de nós têm nutrido o desejo de voltar à natureza, particularmente à parte bonita dela. Cottagecore, para aqueles que ainda não conhecem, é uma estética popular no TikTok, no Instagram e em outras partes da Internet que abrange imagens campestres e florais oníricas, uma natureza idílica e elementos agrícolas misturados a uma sensibilidade vitoriana. O resultado é um mosaico romântico de uma vida bucólica imaginária e perdida.

Fonte da imagem – Esquerda: Adobe Stock/OlgaKorneeva. Direita: Adobe Stock/artjafara.

Com muito de nosso trabalho e socialização ocorrendo online, a revolta contra tanto tempo em frente às telas acabou assumindo a forma de hobbies (como jardinagem, culinária, marcenaria, artesanato com papel ou fibra), em que resgatamos o toque físico colocando a mão na massa. Essa tendência ganhou ainda mais força com o aumento da socialização digital e a impossibilidade de outras opções devido à pandemia.

Embora muito se tenha dito sobre a ideia de que as pessoas estariam “fugindo das cidades” para escapar da pandemia, até agora, isso provou ser falso. A verdade _é _que muitas pessoas, especialmente da cidade, têm em vez disso tentado criar um escape rural em seu tempo livre em casa. Os designers se aproveitaram disso e criaram uma forte resposta estética, que é uma mistura de antigo e novo, artesanal e moderno.

“Acho que houve um grande desejo coletivo de fugir e se mudar para uma fazenda em 2020”, diz Shea Molloy, líder em vetores e ilustrações, Adobe Stock. (Ela diz isso rindo, mas não está brincando.)

Para aqueles que não puderam literalmente escapar, os jogos providenciaram uma saída muito bem-vinda, com uma pequena subcultura gamer se destacando ao aplicar uma estética de design cottagecore à sua ilha no Animal Crossing.

Fontes para a nova antiguidade

“A estética do Romantismo austero geralmente não é urbana nem moderna, mas sim floral e tradicional, com fontes e paletas de cores mais clássicas”, diz Molloy.

Quando o assunto é fonte, uma das características mais singulares dessa tendência é o uso de alto contraste, ou seja, uma diferença acentuada entre as linhas grossas e finas no formato das letras.

Alto contraste, assim como serifas delicadas e floreios sutis, são algumas das maneiras como a tipografia comunica elegância e beleza clássica. A Span é um exemplo perfeito de fonte com alto contraste que possui o toque contemporâneo do Romantismo austero sem perder a sensação de tradição e elegância. Já a MVB Gryphius adapta a aparência das fontes francesas do início do século 16, mantendo os contornos irregulares e a textura desalinhada das superfícies impressas em que elas eram usadas. Os resultados são rústicos e românticos, ricos em história.

Esquerda: ilustração usando modelo de logotipo do Adobe Stock/amber&ink, modelo do Adobe Stock/tabitazon e fonte Span do Adobe Fonts/Jamie Clarke Type. Direita: Adobe Stock/Custom Scene com a fonte MVB Gryphius do Adobe Fonts/Otto Trace.

Sobrevivendo e aprendendo

Um elemento do Romantismo austero que eleva essa tendência a um status aspiracional ligado à estética online moderna é uma conexão com outra microestética chamada “dark academia”. Segundo o popular Aesthetics Wiki, dark academia “envolve literatura clássica, a busca por autoconhecimento e uma paixão geral por aprendizado e sabedoria”.

Esse termo não existia muito antes de 2019 e, assim como cottagecore, ganhou destaque na consciência geral da Internet e popularidade em meados de 2020. Partindo de uma glamorização de metas intelectuais. nostalgia por livros impressos e bibliotecas e uma reverência a instituições de ensino, ele conta com um toque de ousadia gótica, individualismo confiante e isolamento que eleva o fator nerd a uma identidade própria e descolada.

Fonte da imagem – Esquerda: Adobe Stock/3drenderings. Direita: Adobe Stock/Roverto Castillo.

Isso nos leva a outra parte do aspecto de sofisticação do Romantismo austero, que vem da ideia de sobrevivência da fantasia isolacionista. Existe algo sonhador, um sentimento quase infantil, no desejo de fugir e viver em meio à natureza. No entanto, ele é barrado pela consciência do trabalho que isso realmente exigiria. Afinal, a vida rural ou agrária não consiste de fato em relaxar vestindo camisolas vitorianas enquanto você lê livros antigos. É uma vida que requer esforço e, para sobreviver sozinho, criar seu próprio paraíso de madeira particular a partir da natureza indomável, é preciso ter força, inteligência e capacidade.

O filme de 2019 Retrato de uma Jovem em Chamas alcançou uma popularidade impressionante, atendendo a uma demanda por histórias e visuais que combinassem moda de época com forte tensão romântica, tendo como pano de fundo interiores rústicos e locais sublimes ao ar livre. O impacto emocional da história é amplificado pela sensação de isolamento em praticamente toda cena. Embora o casal da história sejam mulheres que não têm o poder social para determinar seus destinos, esse isolamento dá a elas uma chance de criar um mundo particular em que tudo é possível, mesmo que brevemente.

Fonte da imagem – Esquerda: Adobe Stock/artjafaja. Direita: Adobe Stock/Matrioshka.

Pronto e preparado para o Insta

Embora o Romantismo austero expresse uma reação contra uma vida hiperdigital e saturada de informações, ele também é definido por essa vida. É difícil estimar o grau de influência que as imagens cuidadosamente montadas das redes sociais têm sobre nós, tendo transformado muitos de nós em cenógrafos amadores, maquiando pedaços de nossas vidas em busca de perfeição.

“Muitos influenciadores digitais no Instagram e Pinterest são dedicados à beleza de interiores”, diz Jasmine Whitaker, especialista em marketing de produto para design gráfico, Adobe Creative Cloud, que contribuiu com pesquisas para as tendências de design de 2021 do Adobe Stock. “Mesmo antes da COVID se tornar um fator, as pessoas já estavam mais focadas em seus espaços pessoais, tornando-se designers de interiores amadores e aprendendo mais sobre feng shui, ou apenas deixando o espaço mais completo e agradável. Acho que esse interesse também tem relação com essa tendência”.

Essa ânsia coletiva aparece em layouts minimalistas e espaçosos, interiores modernos e paletas de cores leves (o austero) combinados a toques de verde, efeitos de papel rasgado, camadas de fonte tradicional, imagens antigas ou de época, tons que remetem a pedras preciosas e uma abundância luxuriante de flores (o romântico).

Fonte da imagem – Esquerda: Adobe Stock/More Profesh. Direita: Adobe Stock/vpanteon.

Galeria: Fuja para o Romantismo austero no Adobe Stock.

Topics: Transformação Digital, Brasil

Products: